quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Nova vida - Capítulo 1 - parte 1


Falta apenas um dia para irmos para Lisboa então fomos todos para o café da aldeia, era a nossa despedida. Em breve vamos partir e não sabemos quando voltamos por isso o melhor era mesmo eu e a Carolina juntarmo-nos com todos os nossos amigos que já a imensos anos nos acompanham.
A nossa despedida começou a tarde e vai acabar quando a noite estou bem escura! Vamos jantar ao restaurante do meu tio António e depois vamos para o sitio do costume. O dia está maravilhoso, o céu está limpo e o sol bem radiante, a temperatura está óptima e não há sinais de vento.
Eu sou a Rita, uma jovem calma, não me meto em confusões, todos me acham querida e carinhosa e eu gosto de sê-lo e faço os possíveis para tal, não gosto de desiludir as pessoas. Sou pequena, tenho 1,54m, sou magra e, segundo os meus amigos, tenho " bom corpo ", tenho cabelos claros e sou bastante divertida. Já encontrei o amor da minha vida, disso tenho a certeza, o Diogo é sem qualquer dúvida o homem da minha vida, o único que existe na vida, só tenho olhos para  ele e amo-o como ninguém! Segundo o que ele demonstra, ele sente o mesmo que eu, já me deu provas de tal…
A minha vida parece perfeita mas não é, nem sempre o que aparenta ser é, nem nada nem ninguém é perfeito e a minha vida é igual. Sim, antes deste segredo de família me aparecer a frente, eu considerava a minha vida perfeita mas agora isto assombra-me profundamente. Por isso tomei uma decisão, vou para lisboa estudar e desmistificar um pouco deste segredo, e a Carolina vai comigo.
A Carolina é a minha melhor amiga, uma pessoa sensível mas às vezes um bocado maluca, ela não é maluca por ter nascido assim mas sim porque quis formar uma barreira com as pessoas para não mostrar a sua fragilidade, eu sei disso… nós somos bastante parecidas por isso não há muito a dizer sobre ela.
A nossa amizade é mesmo do género “amigas inseparáveis”, uma amizade única, pura e verdadeira. Não conseguimos viver uma sem a outra.
Infelizmente a noite já acabou e chegou a hora de nos despedirmos dos nossos velhos amigos, aqueles que nos acompanham desde os primeiros anos de vida e que sei que, apesar da distância, nunca nos vão deixar. Estávamos todos muito nostálgicos e a maioria estava de lágrima no canto do olho. Pela cabeça passaram-me os melhores momentos que tive com este pessoal mas também  probabilidade de vir a perder o Diogo e isso é, simplesmente, aterrador.
Chegou o momento do adeus…

4 comentários:

  1. não tens que agradecer, obrigada eu, linda (:
    e foi um prazer conhecer-te melhor através deste texto :b

    ResponderEliminar
  2. Adorei e fiquei curiosa!
    Se o diogo gostar dela, ela nao o perde xD
    querooo mais!!

    ResponderEliminar
  3. R: Tenho esperanças disso linda :)
    p.s.: Estou curiosa com esta história! Um beijo <3

    ResponderEliminar